And I think to myself

What a wonderful world!

No meu segundo dia aqui, saímos do hotel e viemos direto pro hospital pra ver se a Adri já tinha desocupado o quarto. Encontrei ela arrumando as coisas desesperadamente, mas de-ses-pe-ra-da-men-te, porque o pessoal do transporte tava chegando pra levar várias caixas com as coisas dela, que iriam pra África do Sul de navio. Nessa hora me senti muito minimalista com meus 64kg de bagagem! Hahahaha

Bom, como ela não tinha desocupado ainda, o recepcionista me deu a chave de um outro quarto pra passar aquela noite, carregamos minhas malas da recepção até o elevador (UFA!) do prédio onde ficam esses quartinhos. O hospital na verdade são 3 prédios conectados, então esses quartos são na parte de trás do hospital. Ninguém adivinharia, mas passando umas portinhas escondidas dá pra vir por dentro. E todos sabemos o que isso significa: PIJAMA DO CENTRO CIRURGICO o/// hehehehe mas isso fica pro próximo post, quando eu for falar do trabalho.

IMG_1884

Depois disso, fomos pro lugar que serve o Full English Breakfast mais autêntico de Londres! O Regency Café já é meu velho conhecido desde 2010, e é tão bom que até fui lá sozinha em outubro logo que cheguei aqui pro estágio, hehehe. O Alex fez 30 anos no sábado, dia 28, e como eu achei irresponsável chegar quinta, viajar sexta, voltar domingo e ir trabalhar segunda, ele planejou uma viagem com os amigos pra Munique e Salzburg! Então na sexta na hora do almoço, começamos os trabalhos com um super greasy spoon (o termo que os ingleses usam pra o que é basicamente um boteco sujinho, um restaurante barato que ganha a vida vendendo frituras, hehehe). Meu primeiro fish’n’chips como moradora do UK :))) hehehehe

DETALHE: fui procurar greasy spoon no Wikipedia pra explicar melhor e eis que no começo do artigo tá lá uma foto do Regency Cafe! Ele já apareceu em vários filmes! E em 2013 foi votado o 5º melhor restaurante de Londres, claro que em termos de custo-benefício e personalidade hehehe.

IMG_1889

Depois confesso que vim pra casa e capotei na cama, apesar do dia lindo sem uma nuvem no céu! Tava exausta ainda de tantas andanças no dia anterior. Tinha reserva a noite pra jantar com a Paola, uma amiga que é médica também, formada na UFSC, e tá morando aqui há um ano e meio, então queria descansar. Aí acordei e vi que dava tempo de fazer uma coisa que eu queria muito: ir à Evensong da Westminster Abbey! Fui em 2011 e gente, que coisa emocionante. É basicamente uma missa cantada, às vezes é o coral da própria abadia, às vezes são corais convidados de vários lugares do mundo. Adoro que o Google Maps aqui é muito, muito exato! Como eu vou sempre de transporte público e geralmente ando mais rápido do que o Google, dá bem certinho se eu me programar com base na estimativa dele. Pois bem, resolvi ir de metrô porque o tempo tava apertadinho.

Gente, sair da estação de Westminster não tem explicação! Saí da estação ouvindo Enigma Variations do Edward Elgar, mas meio apressada, faltavam minutos pra começar a missa, então tava naquela vibe meio corriqueira assim, como quem “só vai ali”. Mas foi só botar os pés pra fora da estação e ver o Big Ben iluminado pela luz dourada do pôr do sol que meu olho encheu de lágrimas! Parei um minutinho ali pra olhar pra ele, eu que 6 anos atrás tinha achado ele tão pequeno, hoje acho tão majestoso, tão simbólico do meu sonho antigo… Pensei que engraçado como todos os dias centenas de pessoas se mudam pra cá, mas tô escrevendo esse blog justamente porque pra mim, na minha vida, isso é absolutamente extraordinário!

Queria ir à Abadia pra rezar e agradecer… Cheguei, sentei, e qual foi minha surpresa quando o vigário/padre/celebrante/sei lá qual termo usar anunciou que a missa daquele dia era em homenagem ao poeta inglês George Herbert… cujo poema mais famoso é chamado Gratidão!!!

“Thou that hast giv’n so much to me, give one thing more, a gratefull heart”

Vós que me destes tanto, dai-me uma coisa mais, um coração agradecido

O que dizer?!!! Quase entrei em alfa durante a cerimônia, é super curtinha, com duas passagens faladas e a maioria em forma de cantos gregorianos, é muito emocionante, muito bonito mesmo. A pessoa vai ali não pra ouvir pregação, mas pra pensar na vida, pra relaxar. E pra admirar uma igreja tão espetacular, que quem já leu Pilares da Terra certamente imagina quanto esforço foi necessário pra tudo isso estar frente aos nossos olhos hoje. Quando terminou, fui até a frente do altar, agradeci de novo, e na saída acendi uma velinha pedindo proteção e que minhas mãos e minha mente sejam iluminadas, porque vou praticar a Medicina em um segundo país, em uma segunda língua.

IMG_1893

IMG_9363

Me arrumei numa correria pra ir jantar com a Paola, pra perder o fôlego de novo quando fui chegando! Escolhi o Strada Riverside, um restaurante de uma cadeia italiana, bem despretensioso, que quando passei na frente em outubro tive certeza que valeria a pena independente da comida, hehehe. Olha a vista!!!

IMG_1899

IMG_1900

IMG_1902

Conversamos horrores durante o jantar, ela me contou várias dificuldades que posso esperar e me tranquilizou sobre várias coisas, que melhoram com o passar do tempo. Exemplo: falar no telefone! Gente, sempre me senti muito goiaba por ter que me fechar no quarto, tapar o outro ouvido, e se alguém me interrompesse já ia tudo por água abaixo! Até a Paola me contar que ela era assim também, hehehehe. E que hoje em dia fala ao telefone andando na rua, numa nice. E assim é a tendência com tudo, né. Ela me contou que pra se voluntariar pra Cruz Vermelha tem todo um procedimento pelo site, tem que fazer uns cursos online, tudo extremamente organizado. E depois me contou que tá tentando inscrever o poodle dela num projeto que se chama Dogs on Call (cachorros de plantão) que é sensacional! Eles usam os bichinhos pra entreter e alegrar pacientes em tratamento, velhinhos em asilos, crianças em orfanatos, basicamente uma cachorroterapia! Muito legal mesmo. Sei que essas iniciativas existem – e muito – no Brasil também, mas o que eu ressalto é a organização e facilidade de se informar na internet. Enfim, adorei e voltei pra casa feliz da vida!

Mas não dormi absolutamente nada à noite, fazia muito tempo que não pegava gripe, e sábado simplesmente acordei sem voz! Então meu dia se resumiu entre vários remédios, mudar pro meu quarto no 5º andar que finalmente estava livre, organizar minhas coisas e comprar comida e coisas tipo talheres, prato, panela, que na cozinha aqui é cada um por si!

IMG_9367

Domingo fui dar uma corrida no Green Park e St. James’s Park, encontrei a Paola e o noivo no London Eye, caminhamos toda a “orla” do rio e encontramos mais um amigo brasileiro deles. Fomos no Blackfriar Pub, que é um pub histórico muito legal, que eu já conhecia de outras vindas também, e voltei pra casa a tempo de descansar bem e começar a trabalhar segunda. Cenas dos próximos capítulos!

Anúncios

2 respostas em “And I think to myself

  1. Voltei pra ler seus posts desse o comecinho e realmente estou me sentindo melhor com essa descoberta a respeito da dificuldade em falar ao telefone!!!
    Estou morando em Bristol faz um ano e no começo tinha muito dificuldade mesmo de entender os que as pessoas falam ao telefone (hoje já está melhor, mas em alguns momentos ainda travo!).
    Realmente fiquei maravilhada em saber que não fui, não sou e não serei a única estrangeira com esse problema.
    Obrigada por suas histórias! Em alguns momentos, e bem reconfortante ler experiências de pessoas que passaram por desafios parecidos com os quais estou vivendo.

    Curtir

    • Oi Daniele! Nossa, definitivamente não foi a única, eu me lembro nitidamente como eu me sentia falando no telefone no começo!
      Claro que de vez em quando, quando alguém fala muito rápido e/ou com sotaque, ainda preciso pedir pra repetir e tals, mas hoje sou eu que ando na rua falando no telefone numa boa, exatamente como a minha amiga disse que seria 🙂
      Obrigada pelo comentário tão querido! Beijao

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s