Páscoa em Dorset

Resolvi que depois de uma semana de plantões, seguida imediatamente por mudança de casa usando o metrô num dia de chuva, eu merecia uns dias de dolce far niente e paparicação na casa da sogra. Meu maior gasto energético mental nesse fim de semana está sendo escolher entre as 3 blusas de lã que eu trouxe, ou entre queijo cheddar e emmental 😀

A mãe do Alex mora no condado de Dorset, na costa sudoeste da Inglaterra. Toda a costa sul da Inglaterra, assim como o País de Gales, são um hotspot da aposentadoria pros ingleses, hehehehe e minha sogra não é diferente. Também não é pra menos: 75% da costa é considerada Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO, mais da metade do condado é área de conservação nacional, a região é um encontro feliz entre colinas verdinhas, chalés com telhado de sapê, ovelhas pastando, penhascos dramáticos e um marzão azul coisa mais linda! Some-se a isso o fato de existirem várias villas de aposentados, muitos parques e trilhas abertos a visitação pra que a inglesada leve seus cachorros e voilà: receita perfeita para uma aposentadoria inglesa com certeza hehehehe.

dorset

O legal é que, dentro de uma área que já é pitoresca, ela mora num vilarejo mais pitoresco ainda! Litton Cheney fica no vale do rio Bride, tem uma igreja, um pub e várias cottages que parecem ter saído diretamente de uma comédia romântica estrelada pelo Hugh Grant, hahahah… (que fique registrado aqui que acho o Hugh Grant uó dos uós, mas tô usando porque ele personifica o estereótipo que os americanos fazem dos ingleses – quando na verdade a pessoa certa a escolher seria o Colin Firth!). Enfim, desviei o foco da conversa – a população oficial de Litton Cheney é de umas 300 pessoas só! Então todo mundo se conhece, todo mundo se ajuda e existe um centrinho comunitário onde de vez em quando rolam festas e tals.

Como já vim pra cá várias vezes e dessa vez todos nós (o Alex, eu, minha cunhada e o namorado dela) queríamos mesmo era sossego, não planejamos nenhum passeio pela costa. Mas como eu AMO ver o mar e ir a lugares que não conheço ainda e a mãe do Alex sabe disso, ela aproveitou pra nos mostrar um casebre histórico que era um observatório de pescadores e tem uma vista espetacular da costa! Assim juntamos a fome com a vontade de comer, levamos a cachorra pra correr um pouco na grama, e curtimos a vista rapidinho antes de vir pra casa. A Linda e o Ben estavam nos esperando com um super brunch, e passamos o resto do dia naquela vibe comer dá sono e dormir dá fome.

IMG_2092

IMG_9628

IMG_9630

IMG_9632

Aí hoje cedo, domingo de páscoa, descemos pra rua principal do vilarejo pra ver uma das tradições de páscoa que rolam em alguns lugares da Inglaterra: a corrida de patos de borracha no riacho que corre ao longo da rua e termina convenientemente no pub! Hehehehe é uma maneira muito divertida de arrecadar fundos pro centro comunitário! A gente chega lá, escolhe o número dos patos que a gente quer apostar e espera a largada. A coisa mais legal é a empolgação MOR das crianças!!! Tinha dois gurizinhos de patinete que vieram descendo a rua e gritando pra quem tava esperando mais lá embaixo “foi dada a largadaaaa começoooou”, hahahaha um sarro!

IMG_9639IMG_9637IMG_9638IMG_9650IMG_9655

IMG_9669

IMG_9677


IMG_9698

IMG_9713

IMG_9718

IMG_9719

IMG_9723

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s