Sou bem South Bank, sou bem Bermondsey*

*Quem mora em Floripa vai saber, o título desse post é um trocadilho com essa campanha

**Post enoooorme! Sabe criança que demora pra começar a falar, mas depois que aprende não para nunca mais? Então! 🙂

Londres é dividida pelo Tâmisa da mesma maneira que Paris é dividida pelo Sena (e pra falar a verdade, a imensa maioria das grandes cidades do mundo, já que normalmente são as mais antigas e cuja prosperidade dependia diretamente da proximidade de água doce… Pensei nisso pela primeira vez em Roma, já que o Tíber é relativamente longe do centro antigo da cidade, mas os Romanos eram um ooooutro tipo de ser né, com engenharia avançada suficiente pra construir aquedutos desde a época do Império, não precisava mais a população toda se aglomerar nas margens do rio 😉

Enquanto Paris tem a Rive droite e a Rive gauche, Londres tem o North Bank e o South Bank – aí é que entra o meu assunto de hoje: eu AMO o South Bank! Acho muito legal esse paralelo entre o south bank em Londres e a rive gauche em Paris porque ambos foram historicamente o centro da “intelectualismo, resistência, artes, boemia e libertinagem”. Ambos foram a origem e/ou moradia de artistas, escritores, filósofos. A casa da contra-cultura, por assim dizer! Essas características andavam de mãos dadas porque o intelectualismo levava a uma análise crítica da política da época, que levava à resistência, e como não se podia criticar o rei (ou o imperador, ou o presidente) de forma pública, isso levava as pessoas a procurarem maneiras veladas… através das artes! A parte da boemia e libertinagem, bem, os artistas precisavam estimular a criatividade néam. Heheheh mas libertinagem era um termo usado pelos puritanos pra amaldiçoar muito mais coisas na época. Por muito tempo, o teatro foi considerado subversivo na Inglaterra!

Então o south bank é historicamente mais barato e menos prestigiado do que o north bank. Além disso, tem o fato de que se a pessoa quiser ter vista pro rio, no north bank ela une o útil ao agradável, porque a orientação solar vai ser boa, janela pro sul é sinônimo de solzinho gostoso, enquanto janela pro norte é praticamente zero luz no inverno. Poucos palácios reais ou sedes do governo são no lado sul do rio (o Lambeth Palace e o County Hall, a prefeitura antiga da cidade, respectivamente, são os únicos que eu conheço). Por todas essas razões, as conexões de metrô são menores em quantidade e mais espaçadas entre si. A Jubilee line, linha que serve a maior parte dessa área, é a mais nova do metrô de Londres, que é o mais antigo do mundo! E só foi expandida pra leste de London Bridge em 1999. E em Londres, transporte público = valorização, ao contrário de São Paulo onde os moradores de Higienópolis não queriam o metrô por perto por causa da gente diferenciada que ia aparecer na sua vizinhança (lembra?).

Olha esse mapa dos preços de aluguel em Londres divididos por código postal:

LondonPostcodemapFullSize

Hoje, a coisa começou a mudar de figura. Desde o jubileu de prata da rainha, em 77, o south bank tem um calçadão largo que se estende desde a extremidade oeste do centro de Londres (sempre falando em zona 1-2) até depois da Tower Bridge. E é suuuucesso, porque não tem nada mais gostoso do que caminhar por ali num sábado de manhã cedo e curtir a vista de pelo menos 8 das principais atrações turísticas da cidade: o parlamento, a London Eye, a St. Paul’s cathedral, o Shakespeare’s Globe, o museu Tate Modern, o Borough Market, a Tower of London e a Tower Bridge. Ou seja: turistas com ânimo pra caminhar fazem um “pacotão Londres”, londrinos usam o calçadão como se fosse uma beira-mar, pra correr, socializar, bebericar no happy hour ou levar as crianças pra passear no domingo a tarde. E os eternos apaixonados por Londres como eu fazem tudo-junto-ao-mesmo-tempo-agora!

Então assim que eu soube que meu plano daria certo e eu viria morar aqui, comecei a pensar onde morar. Meu olho sempre brilhou pelo south bank, mas se o preço de morar aqui fosse uma conexão bizarra de transporte público pra chegar no trabalho, não ia rolar. Quando eu fui contratada, eu já sabia há bastante tempo sobre o futuro do hospital. Outro dia conto em mais detalhes, mas no final desse mês, nosso hospital vai se juntar a outros dois, e a partir de maio eu vou trabalhar na Cidade de Londres, dentro dos limites da cidade antiga mesmo, no meio do distrito financeiro.

Como essas mudanças são meio incertas e as vezes atrasam um bocado, comecei a pensar em regiões que atenderiam bem tanto o hospital atual quanto depois da mudança. Fiquei feliz quando vi que minha marca-texto foi parar em duas áreas residenciais que adoro e me imaginava morando facilmente: Highbury & Islington, onde fiquei durante o estágio, ou Waterloo/Southwark.

Comecei procurando por essas áreas, mas como vocês já sabem dessa história, acabei expandindo meu círculo um pouco ao sul no caso de Islington e um pouco a leste no caso de Waterloo/Southwark.

Esse apê é uns 10 minutos mais longe do próximo hospital do que eu gostaria, mas considerando o conjunto da obra, tô muito, muito feliz tanto com o apartamento quanto com a vizinhança! Tô morando no distrito de Bermondsey, que fica no bairro de Southwark, e meu apê fica entre a Tower Bridge e a estação de Bermondsey, a 8 minutos do metrô e a alucinantes 600m do rio!!! (em linha reta, pq a pé tem que desviar de uns condomínios e demora uns 10 minutos)

Tô até agora me beliscando porque não acredito que consegui um quarto por menos do que estava disposta a pagar, com uma janela enorme pra sudoeste e uma vista do Shard ainda por cima!

IMG_2080Claro que tô escolhendo deliberadamente focar nas coisas boas, porque realmente acho que elam saem ganhando. Mas pra dar uma idéia, não temos sala de estar e nem freezer (apesar de duas geladeiras?!) e o prédio é bem feinho, brinco falando pro Alex que dependendo da hora do dia, se chego e tem gente pendurando roupa nas sacadas, outros conversando no portão, umas crianças jogando bola no estacionamento, somando-se a isso a pintura horrível e anos 70 das paredes e portas e a escuridão das escadas, parece uma dignified favela, ou em bom e velho português, uma favela arrumadinha hahahaha.

O prédio é feinho e sem graça assim por um motivo: essa área foi intensamente bombardeada pela Blitz alemã, então praticamente não sobraram construções históricas. Juntando isso com a pobreza generalizada do país no pós-guerra, o bairro de Southwark passou a ser o bairro com mais council estates na Inglaterra! Council estates são essencialmente a versão inglesa do Minha Casa, Minha Vida, hehehe. Sabe aquela piadinha da Dilma na Copa (sua vida é uma merda, sua casa é uma merda!)? A analogia da casa com a filosofia do lugar vale aqui também: council estates nunca foram “dados” pros moradores, e sim planejados como prédios sem luxos mas bem construídos, organizados o suficiente pra impedir aglomeração, alugados a preços acessíveis para a população trabalhadora que estava empobrecida. Aquela ética e filosofia de vida bem protestante de trabalho árduo, economia e esforço, de “o trabalho enobrece”, né? Enquanto nós fomos colonizados pelos portugueses, que quando foram intimados pela Inglaterra a parar com a escravidão sob pena de suspender relações comerciais, criaram leis “pra inglês ver”, como a do ventre livre e do sexagenário… Alguma dúvida sobre a origem das nossas mazelas? Hehehehe enfim… me empolguei com a história aqui! Professor Antonio ficaria orgulhoso, hahaha.

Mas enfim, me precavendo contra a possibilidade de ficar ranzinza com tudo isso e querer mudar, assinei um contrato de 6 meses porque né, seguro morreu de velho. Se achar que os contras suplantam os prós, lá vou eu de novo juntar meus farrapos e carregar 64kg Londres afora!

Aí passei a última semana toda indo e voltando do Tesco e Asda (hipermercados tipo BIG ou os Angelonis grandões, que tem bastante coisa pra casa também) e a Argos, uma loja de móveis e acessórios pra casa que merece um post à parte. Outra surpresa boa foi o quão perto eu tô desses centrões! Não que precise muito, porque o tesquinho que fica na esquina aqui de casa é super bem abastecido, mas sempre bom saber que se precisar de outras coisas, posso ir a pé. Mas enfim, passei a semana arrumando todas as minhas coisas no lugar, joguei fora com muito prazer a mala guerreira que me acompanhou em todas as viagens nos últimos 6 anos e que o santo do Alex empurrou Londres afora com uma rodinha a menos no dia da mudança e me recuperei do jet lag de fazer 4 noites de plantão seguidas e inverter totalmente meu horário. E montei meu primeiro móvel sozinha!!! MAZAH, olha que complexo:

IMG_2182 IMG_2187 IMG_2260

IMG_2258 IMG_2254

IMG_2261

Favor ignorar a zona na cama na foto aí em cima! Depois eu arrumei 🙂

IMG_2259

IMG_2200

Voltei a me alimentar como uma pessoa de vinte e muitos anos e não mais como universitária, hahahaha comida de verdade, nada de miojos, sopas em lata, lasanhas congeladas, molhos prontos cheios de sal e muito chocolate. Digamos assim que usei a falta de cozinha do Heart como a desculpa perfeita pra mergulhar de cabeça nas conveniências inglesas para gordos preguiçosos, hehehehe. O pão sírio integral com houmous até é saudável, mas é A refeição preguiçosa por excelência, porque não precisa nem sujar prato, nem botar nada no micro, nem nada. Só tirar o houmous da geladeira e mergulhar o pão, hahahaha.

Antes:

IMG_2057 IMG_1946 IMG_9444 IMG_9622

Depois:

IMG_2152 IMG_2156 IMG_2158 IMG_2209 IMG_2267E depois de tudo pronto, fui curtir a vizinhança:

IMG_2160 IMG_2167 IMG_2174 IMG_2176 IMG_2203 IMG_2248 IMG_2249 IMG_2250 IMG_2252 IMG_2253

Agora preciso loucamente DORMIR!!! Tive um fim de semana do cão que amanhã ou depois eu volto pra contar 🙂

Anúncios

3 respostas em “Sou bem South Bank, sou bem Bermondsey*

  1. Pingback: Shad Thames | Gabi em Londres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s