Konnichiwa*, royal baby!

Engraçado como dizem que perfeccionismo é aquele tipo de defeito disfarçado, que a pessoa fala em entrevista de emprego pra fazer o próprio filme né?! Pois eu discordo plenamente. No meu caso, perfeccionismo = procrastinação. E procrastinação, meus amigos, é o meu maior inimigo! Já sentei pra escrever sobre a minha semana de folga, mas como escrever aqui é quase uma meditação (haha!) e fico filosofando sobre a vida, se eu achar que não tá rolando concentração, eu abandono e vou fazer alguma coisa bem inútil (alô instagram!).

Bom… terminei contando do brunch no Christopher’s né?! Falando com o Alex no whatsapp, ele me contou que já estava na frente do Buckingham Palace o cavalete com o anúncio do nascimento da Princesa Charlotte de Cambridge (que naquela altura do campeonato não tinha nem nome ainda). Mas não tive nem dúvidas: estávamos a 10 minutos dali, arrastei a Alexa comigo e fomos fazer fila com os 293 japoneses que queriam tirar foto do anúncio também, hehehehe. Andou mega rápido porque o guardinha do lado de fora ficava dizendo “andando, andando pessoal, adiante que atrás vem gente, uma só foto por favor”.

IMG_2665 IMG_2668

E cheguei em casa pra encontrar o primeiro envelope endereçado a mim de fato desde que me mudei pro UK: sogrãaaaaao!

IMG_2673

E era um convite especialíssimo! Como vocês sabem, os pais do Alex são separados há 11 anos, e o pai dele tem uma namorada há muitos anos, agora resolveram oficializar a união :))) então no próximo fim de semana vou pra Salzburg pro casamento do meu sogro! Hahahaha mundo moderno né?! Achei o máximo!

Depois, ainda no mesmo dia, peguei a câmera e dei um pulinho na Tower Bridge só pra registrar o momento histórico – ela ficou iluminada em cor de rosa a partir do anúncio de que o royal baby era uma menina!

IMG_9874 IMG_9885 IMG_9887

Enquanto eu tava no pier tranquilona tirando minhas fotos, chegaram dois guris japoneses filmando, um com microfone e outro com a câmera. Achei engraçado ficar ouvindo o que eles falavam, e quando comecei a fechar meu tripé, eles pediram se podiam me entrevistar para a Fuji TV. Por que não, né?! Quando mais que vou ter uma oportunidade de responder uma pergunta que me foi feita em japonês? Hahahaha mandei ver e comentei que reconhecia a intenção da instituição em honrar e homenagear a família real, porém que tinha mixed feelings a respeito porque essa atitude reforça papéis de gênero, que algumas coisas no mundo (começa com cores, depois brinquedos, atividades, livros, carreiras, ad infinitum…) são de mulher enquanto outras são de homem.

Chegando em casa, comentei com o Alex no telefone que “acho que eles eram dois universitários fazendo trabalho de fim de semestre e só tirando uma com a minha cara”, e ele respondeu “é, ou o teu rosto tá aparecendo numa TV de 60 polegadas no centro de Tóquio as we speak“, hahahahah…

Nem me lembrava mais dessa história, mas agora como fui escrever e lembrei, mandei um email pro gurizão pra pedir se chegou a ir ao ar. Ele se apresentou como “assistente de produção da Fuji TV”, pensei aham, Cláudia – mas depois googlei o nome dele e de fato achei várias entrevistas e um perfil no LinkedIn. Então veremos! Se tiver notícias, volto aqui no post pra botar o link! Hahahaha imagina que hilário?!

E só pra terminar meu fim de semana inesperadamente folgado (por causa da mudança ultra-express-eficácia-surreal do Heart Hospital para o Barts Heart Centre), fui dar uma corridinha amiga no parque aqui perto de casa. Aqui também tem aqueles playgrounds de adulto, hahaha aquelas máquinas de musculação que usam o peso da própria pessoa. Bem legal.

IMG_2693

Sinto falta de me exercitar nesse sentido mais frequência cardíaca em 180bpm da coisa, sabe como? Minha vida aqui em Londres é super ativa, caminho bastante todo dia, mas sabe o nível de endorfina que a gente só libera quando fica de língua de fora, suando loucamente e descabelada? Pois é. Acho que vou me inscrever numa academia em breve… pra poder correr sem culpa, porque já levei sermão de 2 ortopedistas diferentes dizendo que não tenho condições de correr sem fortalecer a musculatura… de início pensei “ahhhh quem precisa correr mesmo?! Odeio musculação!” mas agora tô sentindo falta!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s