Bohinj

Enquanto eu planejava a nossa viagem pra Eslovênia, acabei caindo na foto de um lugar lindo no coração dos Alpes Julianos, que já encheu minha imaginação de idéias depois que o Alex me apresentou, com toda a pompa e circunstância no ano passado, a cultura do BADESEE (lagos de banho em alemão, em maiúscula – pq alemão na minha mente é sempre em maiúsculas hahahah – que tiraram de mim qualquer resquício de comiseração do tipo “ah coitadinhos dos bávaros e dos austríacos, eles estão tão longe da praia!”). Agora só quero saber de lagos alpinos! Quanto mais, melhor!

Mas assim que vi no mapa, eu sabia que o lago Jasna, da tal da foto, ficaria muito contramão pra nós, já que inicialmente eu vendi pras gurias a idéia de um bate e volta de Ljubljana pra Bled e só – então eu teria que planejar qualquer extra com cuidado pra não esticar a boa vontade delas muito longe!

Então continuei investigando maneiras de conhecer o Parque Nacional do Triglav (fala Triglau), o maior parque nacional esloveno. Eu já tinha lido sobre o monte Triglav, o pico dos Alpes Julianos e maior montanha da Eslovênia. Então quando descobri que tinha um jeito fácil de conhecer outro lago alpino, mais bucólico, autêntico e intocado do que Bled, que ficava no meio do parque Triglav e bem mais conveniente de visitar do que o Jasna, eu me joguei nas investigações!

Descobri que podíamos facilmente ir de Bled para Bohinj de ônibus, e depois comprar uma passagem de Bohinj até Ljubljana. Calculei pra ficarmos mais ou menos 4 horas em Bled e 3 em Bohinj, e propus pras meninas, já mostrando as fotos e fazendo aquela propaganda esperta, porque nessa altura do campeonato eu queria muito ir e não sei o que faria se elas disessem que preferiam passar o dia todo em Bled, heheheh.

Pois bem. Esperamos o busna no horário certo em Bled, que atrasou um pouquinho, e quando chegou, conseguimos sentar bem na frente, com vista panorâmica da viagem. A Cris e a Amanda sentaram juntas de um lado, e eu sentei do lado de uma mulher de uns 50 anos que não tinha a menor pinta de turista. Perguntei de onde ela era, e quando ela contou que era de Bohinj, não escondi minha empolgação! Aí já perguntei o que era mais bonito na cidade, se tinha alguma coisa imperdível pra fazer lá, e nisso o cara que tava sentado atrás da gente já entrou na conversa e começou a me contar sobre a região, que tem uma cachoeira linda aqui, trilhas de bike maravilhosas lá e assim por diante. Aproveitei pra perguntar coisas básicas tipo como se fala Bohinj direito em esloveno (é Bohin, o primeiro J mudo na minha história), qual a diferença entre restauracija e gostilna, e curti o maior papo com os dois eslovenos (que gente simpática e querida!!!) a viagem toda, hehehe.

Descemos em Bohinj já aprovando a decisão de ir: é um vilarejo alpino que parece saído de uma pintura, sabe?

IMG_2312

Vi a torre da igrejinha e comecei a imaginar uma vida medieval por ali. Será que as pessoas ficavam maravilhadas com tanta beleza ou porque nasceram e viveram sempre ali, porque não conheciam um mundo diferente, achavam normal? Será que paravam pra admirar a harmonia estética da paisagem?

IMG_2268IMG_2290IMG_2292

O lago, dramático, profundo, quase como um fiorde no meio dos penhascos, parecia saído de uma cena de O Senhor dos Anéis.

IMG_2277IMG_2286IMG_2301

Toda a atmosfera que Bled tem de balneário turístico, de hotéis com lençóis de algodão egípcio, Bohinj tem de vilarejo despretensioso, intocado, autêntico sabe? Essa foto aí de cima eu tirei sentada numas pedrinhas na beira do lago, onde paramos pra bater papo e curtir a sombra, enquanto à nossa direita um casal de eslovenos curtia um “dia de praia” com a filhinha de uns 4 anos. Não duvido que comece a ser mais explorado turisticamente num futuro próximo, mas como disse o meu amigo esloveno do busão, “espero que a gente consiga preservar nossas riquezas”.

IMG_2281

Obviamente não resisti a botar os pés na água cristalina (e GELAAAADA!).

E ficamos ali, admirando a paisagem, curtindo a sombra e o canto dos pássaros, alternando um estado de silêncio contemplativo (e exausto de sol e calor) e tentativas de captar a beleza do lugar em fotos.


IMG_2285IMG_2303

E eu sabia mesmo enquanto fotografava que, por melhores que fossem as fotos, elas não chegariam aos pés do quão escandalosamente linda Bohinj é. Fiquei realmente muito impressionada!

IMG_2304

Anúncios

3 respostas em “Bohinj

  1. Gabi, que lugar incrível! De fato essas paisagens parecem pinturas… maravilhosas! Confesso que quando viajo também penso nessas coisas do tipo “será que antigamente as pessoas tinham noção do quão lindo é isso aqui?”, mas eu acho que não. Se a pessoa nasceu e morreu ali e nunca viu o resto do mundo, difícil ter um comparativo, né? Agora sim, definitivamente, quero conhecer esse país! Não sei se tem vôo direto de Dublin, mas mesmo assim, nada que um vôo rapidinho pro UK não resolva!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s