O hábito da auto-flagelação

Troquei de coluna na escala a pedido do chefe, o que significa que, até o fim de agosto, terei feito 4 blocos de UTI (13h/dia) dentro das últimas 5 semanas. Nem posso reclamar, pq depois de cada um tive uns dias de folga, tive vários fins de semana de folga e tals, mas a sensação é de que não tenho rotina há séculos!
E bizarramente, depois de ter um verão relativamente tranquilo, apareceram mil atividades sociais nas últimas duas semanas. E são aquelas circunstanciais, que eu não quero deixar passar ou pq a companhia não vai estar aqui, ou pq quero aproveitar o restinho do verão enquanto ainda tá quente e ensolarado. Então semana passada encontrei a Cat, que veio da Áustria a trabalho, a Val, que veio num mochilão com a amiga e nos encontramos duas vezes, fui caminhar com a Sophie que não íamos há um tempão, então está uma delícia. Pra completar, hoje tenho uma reunião no fim do dia com uma ex fellow de pesquisa aqui do hospital, amanhã combinei de comemorar o aniver da minha cunhada com ela e depois a Tati e eu vamos tentar ir jantar pra botar o papo em dia, mas se não der também já tenho um plano B, que é tomar uns drinks com o pessoal do trabalho, que falei que iria caso minha amiga cancelasse. 

Só que no fim dessa maratona tem um fim de semana de plantão, e depois uma noite de plantão, e depois uma viagem! Ou seja, to aqui numa pausa no trabalho tentando fazer um planejamento estratégico usando táticas de guerrilha, pq me sobram exatamente 2 meios períodos pra fazer toda aquela função pre-viagem sabe? E na terça que vem o Alex chega, vamos jantar fora e obviamente quero resolver tudo antes de ir pro aeroporto, porque quero ficar bem de boa curtindo a companhia dele, sem aquela checklist mental de “tenho que separar X Y e Z pra botar na mala”, especialmente considerando que vamos pra um casamento então a mala tem que ser mais planejada.

Só que assim… Tem toda a minha listinha de afazeres da vida normal, sabe aquelas coisas que a gente vai deixando? Falar com ciclano sobre um negócio do trabalho, marcar hotel pra próxima viagem antes que fique muito em cima da hora, organizar o orçamento, separar livros pra estudar, ligar pra amiga que não falo há um mês, responder e-mails que estão mofando com a pomba na balaia, a lista segue.

E se tem uma coisa na vida que eu tenho a maiooor dificuldade de ver pelo lado bom, essa coisa é a minha lista de afazeres!!! To sempre me culpando pq to escrevendo a mesma coisa na listinha da semana há várias semanas, pq to curtindo um oba-oba social sem fazer coisas mais importantes a longo prazo, pq o chefe vai voltar de férias e ficar de cara que ainda não tenho resultados pra mostrar, etc.

Ontem à noite, fiquei vegetando na cama vendo a cerimônia de encerramento das olimpíadas e pensando “MELDELS tenho tanta coisa pra resolver e to aqui vegetando, sou muito inútil mesmo”.

Enfim, uma sofrencia ridícula, mas que faz super parte do meu dia a dia.

Só quando o Alex falou “be kind to yourself” é que fui me tocar que depois de um dia normal de trabalho, passei numa exposição que fica só até sexta e eu queria muito ver, aí cheguei em casa, resolvi um problema com a Amazon de um produto que não veio e jantei uma jantinha saudável ao invés de capitular pra pizza da desistência. Ou seja: podia ter sido melhor, mas podia ter sido muito pior também né?

Então decidi que vou começar a escrever tudo que já fiz/resolvi na minha lista de afazeres só pra riscar – quem sabe assim, eu me forço a registrar conscientemente que, entre o e-mail que eu respondi enquanto tomava meu chá e o almoço do trabalho que deixei pronto no domingo, até que to me virando bem em termos de gerenciamento do tempo – e o que precisa melhorar mesmo é o gerenciamento de prioridades que deve ser o que mais importa pra não ficar com essa sensação de culpa! E que, como boa procrastinadora que sou, vou empurrando com a barriga as coisas mais importantes até que elas sejam urgentes e impossíveis de ignorar. 👍🏻

Anúncios

4 respostas em “O hábito da auto-flagelação

  1. Sofro do mesmo mal, sinto que estou sempre a escrever as minhas coisas na minha lista e não há maneira de deixar a culpa de lado sempre que me apetece, sei lá, ver um programa de televisão sem interesse ou não desligar o filme que já vi umas 50 vezes. Mas acho que o segredo está mesmo aí “be kind to yourself”, é que somos sempre muito mais compreensivos para os outros do que para nós e isso é terrível. Agora a minha técnica é escolher 2 ou 3 coisas por dia que tenho MESMO de fazer, tudo o resto é para encarar como bónus e olha que resulta! Não fico com aquela pressão de TER de fazer as mil coisas que escrevi e acabo por conseguir fazer mais do que as 2 ou 3 (mas se não der não faz mal porque era só isso que estava combinado!). Beijinhos, Gabi, boa viagem e bom verão aqui por Inglaterra, é preciso aproveitar que ele não dura muito, não!

    Curtir

    • Com certeza, Agnes, somos muito mais gentis com os outros do que com a gente mesmo. Um dos meus maiores defeitos é a auto-critica, então fico na sofrencia mesmo. Mas aos pouquinhos to aprendendo a reconhecer mais minhas conquistas, mesmo as pequenas, e tirar o foco de “tudo que falta” ser ou fazer sabe?
      E vc decide as prioridades do dia de manhã cedo? Vou tentar criar esse hábito também. Tenho mania de ser overambitious nas minhas listinhas.

      Curtir

  2. Nossa Gabi, que bom que foi ler esse post. Eu to aqui com uma lista de coisas pra fazer imensa, e ja tava desistindo de ir na City ver uma instalacão que tava querendo. ‘Ah, vou outra hora, hoje não dá’. Mas eu vou é agora!!!!

    Curtir

    • Oi Helô!! Que bom!! Sério, mesmo compromissos sociais ou de lazer eu a-do-ro riscar da listinha 😂
      Sendo chefe de si mesma, imagino que seja difícil se permitir momentos de lazer né? Faz um post sobre como vc tá organizando teu tempo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s